1 de out de 2015

Como acessar meu computador remotamente? R: Habilitando a conexão remota!

Pense na hipótese: Você deixa seu computador ligado em casa baixando algo ou mesmo quando você precisa ajudar alguém, não precisa de programas específicos para tal tarefa. Para isto só habilite a opção no seu Windows:

Para habilitar o Remote Desktop Connection:
  1. No PC que você deseja conectar:
  2. Clique com o botão direito do mouse em Computador e clique em Propriedades;
  3. No painel esquerdo da tela, clique no hiperlink Configurações remotas;
  4. Em Assistência remota, selecione Permitir conexões de Assistência Remota para este computador

  1. Sob o Remote Desktop, selecione Permitir conexões de computadores com qualquer versão do Remote Desktop. É improvável que você estará correndo o nível de segurança exigido para selecionar a opção Network Level Authentication.
  2. Clique em Aplicar no canto inferior direito da janela para que as alterações entrem em vigor
OBS: Verifique o nome de usuário e senha utilizados para logar no computador, pois será necessário digitar na hora da conexão (Clique no menu Iniciar e veja lá no topo o nome que está ao lado ou abaixo da imagem do usuário)

Depois disso, verifique seu endereço IP em algum site e anote. Dica: http://www.meuip.com.br/




Feito!


Em seguida, no PC que você deseja se conectar:
  1. Clique em Iniciar
  2. Digite mstsc.exe na caixa, em seguida, clique no link quando ele aparece
  3. Digite o IP do computador que você deseja se conectar
  4. Clique em Conectar


Insira o usuário e senha, caso existir e está pronto.


Caso ocorra algum erro, verifique:
1- Firewall do computador que você quer acessar;
2- Modem bloqueando a conexão (do computador que você quer acessar;
3- Conexão Internet
(estes, são material para outro post)

Obrigado e até mais


18 de nov de 2011

Como preparar um ambiente para programar para Android


Instalando Android SDK no Windows + Eclipse ADT Plugin

Olá entusiastas do Android. Assim como você, estou começando a me interessar por esta plataforma. Já trabalho com um aplicativo que é instalado em um android 2.3, e já trabalhei um pouco com o android 2.2. Posso dizer que o entusiasmo de mexer em um sistema operacional diferente do "normal" é muito grande. Mesmo sentimento de quando vi o Windows 3.11 pela primeira vez. (ou seja, depois que vc mexe um pouco já descobre algumas limitações e fica triste heehheehhe).
Bom, como eu estava falando, estou querendo começar a desenvolver meus próprios aplicativos, talvez disponibilizá-los no Android Market por sei lá, R$ 0,50 centavos, pra quem sabe ficar rico, então baixei e instalei o kit de desenvolvimento para android e estou recém começando - Todo império tem um começo (Não custa nada ser entusiasta).
Siga os passos:
1) Baixar e instalar o SDK Plataform do Android v3.2
Faça o download da SDK (system development kit), no meu caso, para o Windows 32-bit (sim, eu ainda uso o Windows XP no meu notebook que roda até Crysis), através desta página. Basta escolher o seu sistema operacional, extrair o .zip e executar o arquivo ‘SDK Manager.exe’. OBS: esta parte para eu foi a mais chata, pois ficou um tempo baixando algumas atualizações... Odeio esperar...

Basta ter paciência, enquanto isto, se distraia um pouco. Para quem tiver dúvidas nesta parte, realize a instalação de acordo com o que está aqui. Depois você verá que todas as atualizações terem sido salvas no próprio diretório onde o ‘SDK Manager.exe’ foi executado, No final das contas, tudo ficou com mais ou menos 2GB.

Talvez tenhamos baixando pacotes desnecessários, mas tudo bem, pois agora temos a plataforma para desenvolver aplicativos da versão 1.6 ao 3.2 do android (talvez para a nova 4.0?), fora alguns vários exemplos de código para todas essas SDKs. 
2) Preparando o ambiente de desenvolvimento
Agora que já temos o SDK do android instalado precisamos de um ambiente de desenvolvimento. O Eclipse é o mais utilizado e recomendado, e o que eu acho mais importante, há vários fóruns de ajuda e tal... Para baixar o Eclipse, basta entrar neste site e escolher uma versão estável. O Google recomenda a versão Classic, porém baixaremos a Helios, já que ela também tem suporte a projetos em PHP que também nos interessam. Enfim, baixe a versão que preferir.
Após a instalação necessitaremos de um um plugin para o Eclipse, o ADT Plugin, usado para interagir com a plataforma de desenvolvimento do Android. A instalação do plugin também pode ser acompanhada por aqui.
Etapas para instalar o ADT Plugin:
a) Abra o Eclipse;
b) Abra o menu "Help" -> "Install New Software";
c) Clique no botão "Add";
d) No campo ‘Name’ coloque ‘ADT Plugin’ e no campo ‘Location’ coloque "https://dl-ssl.google.com/android/eclipse/" sem aspas né!!!
e) Clique em "OK";
f) Selecione o pacote ‘Developer Tools’ e siga os passos de instalação;
g) Feche e abra o Eclipse.

Agora vamos configurar o plugin:
a) Com o Eclipse aberto, selecione a aba "Window" -> "Preferences";
b) Procure a aba "Android";
c) Botão "Browse" -> "<diretório da pasta que está a SDK>";
d) Clique em "Apply". 
Não é difícil, só que leva um tempinho para atualizar e instalar tudo... 
 Em seguida, como fazer seu primeiro "programa" para seu android. Até.

30 de nov de 2010

Como compartilhar a internet do modem 3G

Como compartilhar 3G Vivo no W7.

* Aqui descrevemos como compartilhar uma conexão da VIVO, porém o procedimento para outras operadores é semelhante.

Estou utilizando:
  • Modem Vivo 3G ZTE MF645.
  • Windows 7 Ultimate (usuário ADMINISTRADOR).
  • Windows XP Pro SP3 (usuário ADMINISTRADOR). * Vc poderá dar permissões administrativas ao seu usuário.



Passo 1: 

Após instalar o modem 3G, execute o software (no caso deste modem "Vivo Internet e TV digital"), em configurações> Rede>Perfil clique sobre o usuário(Vivo) e em exibir , irá aparecer a seguinte tela:


Anote o número á ser discado, o nome do usuário e a senha (caso tenha dúvidas contate o suporte da operadora). Não é necessário conectar através dele, mas deixe ele executando e o modem conectado na USB.
Abra o Network and Sharing Center e clique em Set up a new connection or network:


Na tela seguinte selecione connect to the internet e clique Next.


Na próxima tela selecione No, create a new connection e Next.


Agora selecione Dial-up


Coloque os dados para conexão (Número, usuário e senha ), nomeie a conexão (no caso Vivo Compartilhada), e selecione Allow other people to use this connection, e por fim clique em connect.


Irá autenticar e conectá-lo, faça testes e navegue na internet, depois desconecte (não é obrigatório, mas senão fizer agora terá que fazer mais tarde).

Ok agora vamos compartilhar a conexão.
Abra o Network Sharing and Center novamente e clique em Change adapter setting no canto superior esquerdo:


Selecione a conexão recém criada e abra as propriedades, em Options certifique-se de que não há nenhuma check box selecionada na caixa Dialing options:


Na aba Security selecione apenas o protocolo PAP


Na aba Sharing, seleciona Allow other network users to connect... e selecione a rede com que a conexão será compartilhada (no caso Local Area connection).


O seguinte aviso irá aparecer:


Seja, o IP de sua conexão (no caso Local Area network) será alterado para 192.168.137.1, o que fará você perder a conexão com os outros PCs da rede. Se você usa IP fixo poderá configurado novamente depois (o que veremos a seguir ). Agora clique em Yes (se você estiver conectado terá que desconectar para que as alterações tenham efeito).

Agora selecione a conexão que está recebendo o compartilhamento e em propriedades selecione TCP/IPv4( como na imagem) e clique em Propreties:



Configure seu IP fixo , no meu caso 192.168.1.2 ,mascara 255.255.255.0, sem Gateway e clique em OK.


Agora podemos Conectar normalmente, faça alguns testes e navegue na Internet neste computador.


Passo 2:

Configurando o Gateway dos outros PCs da Lan.

No caso, um outro computador com Windows XP:

Vá em Painel de controle e clique em conexões de rede.


Selecione a conexão da LAN (no caso Conexão local), abra propriedades, selecione Protocolo TCP/IP e clique em propriedades.


Na tela seguinte configure o IP no caso 192.168.1.3 , mascara 255.255.255.0. No Gateway coloque o IP do PC em que está o modem 3G (no meu 192.168.1.2).


Pronto! compartilhe a vontade!


Observações:

Quando religar (reiniciar) seu PC que tem o modem 3G, deverá executar o Software da operadora pra que seja reconhecido o modem (não é necessário conectar através dele), colocar o PIN se estiver ativado, e conectar normalmente, espere no caso do Windows7 identificar a rede antes de acessar com os outros PCs da LAN, caso isto não ocorra, reinicie os outros computadores da rede.

No caso do W7 por exemplo sua conexão LAN que está recebendo o compartilhamento deverá ser uma conexão identificada se não os outros PC não terão acesso a Internet, como Privada ou de Domínio de preferência, a conexão 3G também devera ser identificada, como pública de preferência.

A conexão ficará um pouco mais lenta, e diga para seus amigos não ficarem fazendo download de vídeos, pois isto consome muito a banda (tenha um plano ilimitado de dados).

14 de out de 2010

Como fazer Boot múltiplo no Pen-drive

Este programa cria um pen drive com vários sistemas, que você pode usar para carregar arquivos ISO de forma dinâmica.

Observe que você pode precisar de um pen-drive de 8GB ou maior, pois se você quiser ter vários sistemas operacionais rodando, vai precisar de espaço em disco para guardar os ISO's. E a mágica do programa é que se você não tiver as ISO's, o programa ainda baixa da internet para você!

Primeiro, faça download do programa, execute-o e você verá o MultiBoot USB Creator Setup, no qual você seleciona o a letra do pen-drive, formata ele e seleciona uma imagem ISO para que o programa possa incluir no pen-drive... ou mesmo, se você não tiver a imagem, o programa faz o download para você, é só clicar na caixa de verificação (Download the Zip):


Pré-Requisitos para o funcionamento:

  • Pen-drive de no mínimo 2GB;
  • Ter a opção de Boot por USB em seu computador/notebook/dispositivo qualquer;
  • Windows XP/Vista/7/2003... para criar o USB inicializável;
  • MultiBootISOs-USB-Creator.exe; download aqui ou aqui;
  • Arquivos ISO de sistemas operacionais.

Programas Úteis:
Alguns programas devem ser usados por todos, como é o caso do MemTest86, o qual testa sua memória. Outros utilitários podem ser incluídos na instalação, pois use sua criatividade para procurar no Google =]

ISO's Homologados pelo sistema: (lista em constante crescimento)


Problemas conhecidos:

Alguns utilitários antivírus (NOD32) podem detectar como sendo uma ameaça o USB Drive, devido ao fato de que o fbinst.exe instala um setor oculto para armazenar o menu fb.cfg. Portanto, desconsidere ou desative os avisos do seu anti-vírus.


Boa Sorte!

Como utilizar o Sysinternals Suíte

Olá..

O Sysinternals Suite [12,5mb] é um pacote de aplicativos da Sysinternals, agora, mantido por um  departamento da Microsoft desenvolvedor de softwares específicos para diagnóstico e reparo no computador. Neste pacote podemos encontrar ferramentas com várias funções, desde visualizadores de log até ferramentas de diagnóstico de hardwares, áreas de trabalho virtuais, rastreadores de informações de saída e entrada de pacotes das portas de internet, monitores de disco (monitora ações de leitura e escrita que Windows faz nos discos), detector de Rootkits, monitor de registro (monitora alterações no registro feita pelas aplicações, e leitura e escrita dos mesmos).

Podemos fazer download do Sysinternals em forma de arquivo compactado. É só extrai-lo para utilizar qualquer um dos serviços, sem instalar. Eles funcionam separadamente e são todos muito leves, então há pouco risco de o computador travar. A falta de uma descrição acessível para cada ferramenta pode ser um problema para alguns usuários, por isso resolvi descrever algumas boas funcionalidades para que todos possam aproveitar melhor estas ferramentas.

Um dos aplicativos interessantes que tem nesta suíte, é o Autoruns, que verifica todos os drivers, componentes, provedores WinSock, provedores de internet, add-ons do IE, programas, monitores de impressoras e outros que são iniciados com o Windows antes e depois de fazer Logon, e ainda no boot (post).

A Suite é dividida em File and Disk Utilities, Security Utilities, Network Utilities, System Information, Sysinternals Process Utilities e Miscellaneous Utilities.

Dica: execute-os como Administrador do computador.

Vejamos alguns exemplos:

· Disk to VHD: (disk2vhd.exe) Utilitário que converte suas partições de HD's para serem usadas no Microsoft Virtual PC ou o Microsoft Virtual Server. Dica: para usar no VMWare, utilize ainda este conversor. Para Windows 98, ME, 2000, NT. XP e 2003.




· Process Explorer: (procexp.exe) Apresenta os processos abertos e quais bibliotecas DLL estão sendo carregadas. Disponível para todas as versões do Windows 98, Millenium, Versões do Windows 2000, NT, XP e até do Vista. 


· AdRestore 1.1: (adrestore.exe) Utilitário de linha de comando, que apresenta a lista de objetos deletados no ACTIVE DIRECTORY do Windows Server 2003. Veja mais aqui




· PageDefrag: (pagedfrg.exe) Poderoso desfragmentador do arquivo de paginação e Registro do Sistema. Disponível para Windows NT, 2000, XP e 2003. Tem opção de uso através de linha de comando.


· Autoruns 9.0: (autoruns.exe) Lista os programas ou aplicativos iniciados automaticamente quando o Windows é iniciado. Funciona em Windows 98, NT, 2000, Millenium, XP, 2003 e Vista. Opção por linha de comando.


· ListDLLs 2.25: (Listdlls.exe) Descubra que DLL está sendo carregada e quais os processos ativos da mesma. Para sistemas X86. Roda em Windows 98, NT, 2000, Millenium e XP


· RootkitRevealer 1.71: (RootkitRevealer.exe) Um dos meus favoritos! Esse aplicativo é utilizado na detecção de root kits em Windows 2000, XP e 2003 32 bits. Maiores detalhes aqui


· Diskmon for Windows 2.01: (Diskmon.exe) Útil para capturar as atividades dos discos rígidos (HD) para análise. Para Windows NT. Veja mais aqui


· Handle 3.2: (handle.exe) Mostra os arquivos e respectivos processos em aberto. Há opção de linha de comando. Para Windows 98, ME, 2000, NT. XP e 2003. Maiores detalhes aqui


· Load Order: (LoadOrd.exe) Mostra o que será carregado, na sua respectiva ordem de execução. Para todos sistemas operacionais.


· NTFSInfo 1.0: (ntfsinfo.exe) Mostra informações dos seus volumes em disco do tipo NTFS, para Windows NT, 2000, XP e 2003. Veja mais aqui


· Active Directory Explorer v.1.01: (ADExplorer.exe) Utilitário avançado para vizualização e edição no Active Directory. Windows 2003 e 2008 Server. Veja mais informações aqui



· Cache Test: (Cacheset.exe) Ajuste o tamanho do cache utilizado no Windows, rapidamente, sem enrolação. Para Windows 98, ME, 2000, NT. XP e 2003.


A relação completa de aplicativos da suíte e também mais informações sobre cada um dos aplicativos você encontrará aqui. Vale a pena ver também a página oficial com todas as informações; 

O criador da Suite Windows Sysinternals, (Mark Russinovich) mantém um blog onde temos informações sobre Scripts, processos e outras atividades.

Existem ainda alguns fãs do Sysinternals que fizeram um atualizador automático das ferramentas.. na verdade é só um script que verifica se algum dos programas está desatualizado, ele faz download e deixa tudo atualizado. Para quem quiser conferir, clique aqui para fazer download. 

Então... quem sabe você encontrará um aplicativo que há muito tempo estava procurando, ou mesmo você se deparará com um aplicativo tão interessante que você dirá: -"ah se eu soubesse disso antes..." =]
Até mais!